.

.

PESADELO DA REALIDADE







Pesadelo da realidade








Ao acordar naquela escuridão,
Senti que estava preso.
Percebi que estava sendo rejeitado,
Pois algo a minha volta me espremia para que
Naquele mar de escuridão eu não mais ficasse.
Tentei gritar para que alguém me explicasse.
O que estaria acontecendo?
Mas minha voz não saía,
Eu estava só e coberto por um véu
Naquele mundo de sonhos.
Quem seria eu?
O que estaria acontecendo?
Talvez fosse o fim do mundo,
Ou também a eternidade.
Mas nada me era explicado,
O barulho abafado que eu ouvia
Me negava qualquer explicação.
Senti algo me enforcar e tudo me esmagava
Como se o mundo estivesse sobre o meu corpo.
Consegui ver algo na penumbra a minha volta.
Eu estava sonhando,
Sonhando que o mundo cheio de monstros,
queria me devorar.
Fui brutalmente agredido.
Não suportei e gritei.
Gritei para que o sonho,
Agora pesadelo, acabasse.
Para meu espanto, minha voz foi ouvida:
- É um homem, seu nome vai ser Francisco.



Francisco de Assis D. Maél
Médico & Escritor
Tel: (21) 99175-0690
Outras obras do autor:
Compra-se vida – Ficção religiosa
Fragmentos de uma vida – Autobiografia
Áxis a síndrome sagrada – Ficção Científica
Missionários da saúde em ação – Orientação à saúde
MANA-YAM e a árvore de amigos - Infantil
Historinhas que ninguém lê - Contos
O dia da minha morte – Romance
Num piscar de olhos – Romance
Dívidas de gratidão – Romance
Senhor X – Romance

Postar um comentário