.

.

INFECÇÃO URINÁRIA

Infecção urinária
A infecção urinária é quando micro-organismos se instalam e proliferam no trato urinário. Estes agentes podem ser bactérias, fungos e vírus.
A mais comum é a infecção da bexiga, chamada de cistite. Os sintomas mais comuns são dor ao urinar, vontade anormal de urinar e coceira. Pode haver também alteração da cor da urina, presença de sangue e cheiro forte. Nos casos mais graves, podem ocorrer dor lombar, febre, calafrios, náusea e astenia.
Os pacientes mais propensos a terem infecção urinária, são os idosos, pacientes com alterações ou procedimentos renais, com alguma doença que baixa a imunidade e principalmente as mulheres.
O sexo feminino sofre com esta doença devido à proximidade da uretra, ou seja, o canal que dá acesso à bexiga, com o ânus. A uretra feminina também é mais curta que a masculina e em consequência disso, há uma facilidade maior dos agentes agressores chegarem à bexiga.
A infecção urinária no homem ocorre na maior parte das vezes devido alterações da próstata, presença de fimose, pouca ingesta de água com retenção da urina por longos períodos, doenças sexuais e renais.
Alguns procedimentos podem ser realizados a fim de diminuir as infecções urinárias:

- Cuidado com a higiene pessoal;

- Lavar as mãos antes e após utilizar o banheiro;

- O sexo feminino deve, sempre ao evacuar, lavar a região com água e sabão, enxugando com a sua própria toalha, pensando sempre em evitar transportar as bactérias da região anal para a vagina, ou seja, usando sempre o movimento de frente para trás. No caso de apenas urinar, pode apenas secar com papel higiênico.

- Não manter o absorvente, em caso de menstruação, por muito tempo, pois o sangue menstrual é um bom meio de proliferação das bactérias.

- A ingesta de água deve ser regular e no mínimo de 2 litros por dia, a não ser que haja restrição médica.

- Não reter a urina por longos períodos, o ideal é urinar a cada três horas.

- Urinar após a relação sexual, pois as bactérias que possam estar entrando na uretra serão expelidas.

Uma das maiores preocupações quando se refere à infecção urinária é quando ocorre em gestantes e diabéticos. Nos casos das grávidas, a infecção pode contaminar o feto levando a problemas graves.
No caso de ocorrer sintomas de infecção urinária, o paciente deve buscar atendimento médico com urgência, pois o tratamento é diferenciado para cada caso.
Deve-se lembrar que as gestantes não podem usar qualquer medicamento, o tratamento para mulher e homem tem duração diferente. Os agentes causadores da infecção podem ser diferentes, o que leva ao uso de medicações diversas.
Tive uma experiência desagradável com um gestante de dezesseis anos de idade e grávida de 3 meses. Com sintomas de infecção urinária ela buscou atendimento numa emergência e, por desconhecerem que ela estava gestante, prescreveram um antibiótico que era contraindicado nesta situação. Uma semana depois ela veio para uma consulta comigo e quando fiquei sabendo da medicação em uso, a suspendi, porém já era tarde demais, ela abortou alguns dias depois.
Nunca se auto medique ou por sugestão de pessoas não habilitadas, um tratamento errado pode piorar ou agravar a infecção. Busque sempre uma orientação médica.

Este capítulo faz parte do livro MISSIONÁRIOS DA SAÚDE EM AÇÃO, adquira um exemplar e ajude as nossas ações sociais em comunidades carentes:
 
Francisco de Assis D. Maél
Médico & Escritor
Tel: (21) 99175-0690
Outras obras do autor:
Compra-se vida – Ficção religiosa
Fragmentos de uma vida – Autobiografia
Áxis a síndrome sagrada – Ficção Científica
Missionários da saúde em ação – Orientação à saúde
MANA-YAM e a árvore de amigos - Infantil
Historinhas que ninguém lê - Contos
O dia da minha morte – Romance
Num piscar de olhos – Romance
Dívidas de gratidão – Romance
Senhor X – Romance


Postar um comentário