.

.

PRECONCEITO NÃO



PRECONCEITO NÃO
 Meu nome é Doutor Sinfrônio, sou médico endocrinologista e costumo dizer que sou magro de ruim. Parece até que eu sou um cara mau, não é isso. Eu tenho uma preguiça para fazer comida, tenho dor no estômago depois que como alguma coisa e tenho pena de gastar dinheiro, até para comprar comida.
Mas sou bom em falar mal dos outros. Adoro falar dos gordinhos, aliás, eu tenho bronca dos obesos. Por que uns tem tanto e outros tão pouco?
Toda vez que vejo um gordinho ele está comendo. Parece pinima, mas é verdade. Gordo quando não está comendo, está na fila para comprar comida. Dizem que é ansiedade, não é nada, é olho grande. Todo gordo só pensa em comida.
Aí você pergunta se ele come muito e ele jura de pé junto que come pouco. Come muito pouquinho no café da manhã e às vezes não janta. O pior é que ele fala tudo isso com a cara mais deslavada do mundo.
Atenção, gordinhos de plantão, ninguém engorda sem comer, é muito raro uma pessoa ter um importante distúrbio do metabolismo que o leve a engordar comendo pouco. Normalmente o comer pouco para as pessoas com esta doença, pois obesidade é uma doença, é muito mais do que come uma pessoa com o peso normal.
Quando se fala em perder peso, pensa-se logo em fazer dieta. Tem a dieta da sopa, a dieta dos números, a dieta disso, a dieta daquilo. O obeso fica eufórico, pois perde muito peso na primeira semana. Um tempo depois lá está o gordinho ainda mais gordo.
A moda agora é fazer cirurgia de estômago. Todo gordo quer fazer, é o milagre do momento.
Tem também aquele que diz que vai fazer uma atividade física. Faz uma caminhada ou malha na academia e quando chega em casa, entra no hambúrguer com coca cola para repor as energias.
Antigamente ser gordinho era sinal de saúde, fartura e era bonito. Ser magro era coisa de pobre e faminto. Hoje em dia ainda tem mãe que acha muito bonito seu filhinho gordinho. Quando não está, pede ao médico uma vitamina para ele engordar.
O erro alimentar agora é do pobre, pois basta ir numa comunidade que você vai ver quanta mulher gorda tem por lá. Eu acho que a bolsa família só tem macarrão.
Você sabe a diferença entre gordinho e obeso?
Gordinho é um ponto de referência. É aquele ali perto do gordinho...


Francisco de Assis D. Maél
Médico & Escritor
Tel: (21) 99175-0690
Outras obras do autor:
Compra-se vida – Ficção religiosa
Fragmentos de uma vida – Autobiografia
Áxis a síndrome sagrada – Ficção Científica
Missionários da saúde em ação – Orientação à saúde
MANA-YAM e a árvore de amigos - Infantil
Historinhas que ninguém lê - Contos
O dia da minha morte – Romance
Num piscar de olhos – Romance
Dívidas de gratidão – Romance
Senhor X – Romance

Postar um comentário