.

.

SE A CARAPUÇA SERVE




SE A CARAPUÇA SERVE
Jorge de Oliveira era o nome de batismo do novo chefe do tráfico na favela do Mata Dois, mas era conhecido pelo pseudônimo de Ratinho, devido os dentes da frente serem maiores que o normal e um pouco separados, iguais aos do Ronaldo Fenômeno.
A favela, agora chamada de comunidade João Paulo II, ainda era conhecida como favela do Mata Dois, pois quando havia alguma morte, era sempre duas por vez.
Ratinho chegou a chefe do tráfico sem nunca ter matado ninguém. Por uma sorte do destino a polícia tinha entrado na boca de fumo e matado o antigo chefe, o gerente do tráfico e quase todos os outros cabeças da quadrilha, sobrando apenas ele, um reles soldado. Assim ele assumiu toda a droga que estava escondida e passou a chefe.
Logo que começou a ganhar dinheiro com o tráfico, Ratinho foi surpreendido pela invasão da Tropa de Elite do BOPE, iam fazer uma UPP no local.
O Exército fechou todas as saídas da favela e os poucos traficantes que tinham sobrado da matança anterior, começaram a fugir que nem ratos em navio afundando.
Ratinho tinha um esconderijo, mas não poderia ficar ali por muito tempo, o BOPE acabaria chegando até ele. Pensou rápido. Pediu a Maristela, uma homossexual ativa que fazia parte da quadrilha, para lhe vestir e pintar como uma mulher. Assim, bem disfarçado, ele conseguiu passar pela barreira da polícia e do Exército no pé do morro. Até que ele não ficou de jogar fora, inclusive ganhou uma cantada de um “pé marrom”.
Ratinho conseguiu fugir da polícia, mas o que faria agora? Não podia ir para a outra favela, pois era de facção criminosa rival. Assim, por alguns dias Jorge de Oliveira perambulou pelas ruas e até dormiu embaixo da ponte. Como não tinha outra roupa, manteve o disfarce de mulher. Lá pelos lados da Central do Brasil, ganhou tantas cantadas e promessas de dinheiro que acabou aceitando.
No momento vive uma vida quase honesta como travesti. Agora era conhecido por Jorgete.


Francisco de Assis D. Maél
Médico & Escritor
Tel: (21) 99175-0690
Outras obras do autor:
Compra-se vida – Ficção religiosa
Fragmentos de uma vida – Autobiografia
Áxis a síndrome sagrada – Ficção Científica
Missionários da saúde em ação – Orientação à saúde
MANA-YAM e a árvore de amigos - Infantil
Historinhas que ninguém lê - Contos
O dia da minha morte – Romance
Num piscar de olhos – Romance
Dívidas de gratidão – Romance
Senhor X – Romance






Postar um comentário